terça-feira, 6 de abril de 2010

ADRIANO E VAGNER LOVE VÃO A PAGODE DO TALIBÁ



Adriano e Vagner Love vão a pagode do Talibã
Adriano, Vagner Love e Bruno com o grupo “Al-Qaedasamba”. Ao fundo, Paulo Maluf. O deputado aproveitou que o Talibã não é signatário da Interpol e também compareceu.
AFEGANISTÃO – Os atacantes do Flamengo Adriano e Vagner Love comemoraram a última vitória contra o Tigres no buraco quente das cavernas de Tora Bora, na fronteira do Afeganistão com o Paquistão. “Temos um trabalho na comunidade”, disse Vagner Love, enquanto arrancava a burca de uma popozuda. Assessores do Flamengo disseram que os dois jogadores estão muito abalados com as fotos recentes em que aparecem ao lado de traficantes armados da Vila Cruzeiro e da Rocinha, e por isso daqui em diante buscariam novas companhias.  Os dois passaram a noite num pagode sunita. Pelo menos três xiitas que tentaram entrar foram levados para o alto do morro, onde desapareceram. Love e Adriano afirmam desconhecer o incidente, apesar de imagens que mostram o Imperador dizendo que “xiita é sangue-ruim”. O jogador aproveitou para negar que tenha dado um tanque de guerra com metralhadora coaxial para dona Fátima Omar, 87 anos, mãe de Mulá Omar, líder supremo do Talibã. “Não é verdade, comprei o tanque para o meu amigo Marquinho, se ele passou adiante o problema é dele”, disse o jogador. A festa foi concorrida, com as presenças marcantes da Mulher-Quibe e da Mulher-Humus. Ao saber da presença delas, a noiva de Adriano, Joana Machado, invadiu Tora Bora e destruiu pelo menos três ninhos de metralhadora, sete baterias antiaéreas e o equipamento de hemodiálise de Osama Bin Ladenobtido em    http://www.revistapiaui.com.br/herald/capa.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário