sábado, 20 de novembro de 2010

Chico da Silva. O Pintor Primitivista mais Importante do Brasil

 Chico da Silva

O pintor e desenhista Chico da Silva, morto em1985 . que para  alguns pesquisadores completaria 100 anos em 2010, ficou famoso por seus quadros multicoloridos, retratando bichos exóticos e usando o método do pontilhismo. A obra de Chico da Silva pode ser dividida em três fases: a primeira, iniciada por volta dos anos 40, bastante agressiva. Nos anos 60, seu trabalho se torna mais leve e agradável. A terceira e última, de meados dos anos 70 até sua morte, em 1985, torna-se uma pintura mais pesada e obscura. Considerado o pintor primitivista mais importante do Brasil, Chico da Silva conseguiu em vida grande aceitação popular de sua arte. A notoriedade lhe trouxe, entretanto, muitos dissabores e incompreensões levando-o a uma vida atribulada, marcada por escândalos e financeiramente   instável.


Chico da Silva


Chico da Silva ou Francisco Domingos da Silva (Cruzeiro do Sul - Alto Tejo, Acre, 1923 — Fortaleza, 1985) foi um pintor brasileiro de estilo primitivo. Era descendente de índios e ainda menino mudou-se para Fortaleza. Teve diversas profissões não relacionadas à arte, mas sempre desenhava pelos muros da cidade com carvão e giz. Um destes graffitis foi notado pelo pintor Jean-Pierre Chabloz, que o tomou como discípulo e ensinou-lhe as técnicas do guache e do óleo. Logo passou a expor seus trabalhos na cidade, no Rio de Janeiro e na Suíça.
Chico da Silva



















                                                                                     Chico da Silva 


Chico da Silva ganhou destaque internacional como um dos maiores expoentes da arte primitiva do mundo, tendo sido tema de reportagens e artigos publicados na imprensa mundial com o respaldo do pintor suíço Jean-Pierre Chabloz, um de seus maiores entusiastas. "É uma pena, portanto, que o trabalho dele não seja valorizado e promovido como merece no Brasil. Falta uma promoção do seu nome. 


Chico da Silva

Chico dizia pintar para jogar para fora o que tinha na cabeça, os monstros que o atormentavam. "É mais ou menos isso. Ele pinta para poder acalmar a mente", Como todo artista que vem das camadas mais pobres, Chico da Silva teve dificuldade de reconhecimento, mas descobriu ainda em vida o prestígio por sua obra.

Chico da Silva


Em 1966 Chico da Silva é incluído na delegação brasileira que representou o Brasil na Bienal de Veneza, tendo obtido o prêmio de "Menção Honrosa", a despeito de todo o preconceito por parte dos outros membros da comitiva, que não concordavam com a outorga de tão importante distinção a um "índio analfabeto e bêbado".



Chico da Silva







Chico da Silva




Nenhum comentário:

Postar um comentário